Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


24 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Vendas do comércio varejista caem 6,1% no Rio - Jornal Brasil em Folhas
Vendas do comércio varejista caem 6,1% no Rio


As vendas do comércio varejista do Rio de Janeiro caíram 6,1% em março deste ano, comparativamente a março de 2015, segundo o Termômetro de Vendas divulgado hoje (26) pelo Centro de Estudos do Clube de Diretores Lojistas - CDLRio. É o pior resultado desde março de 2006 quando a queda chegou a 10,6%.

Com o resultado de março, as vendas do comércio varejista do Rio fecharam os primeiros três meses do ano (janeiro a março) com queda acumulada de 9% frente ao mesmo período do ano passado, também o pior resultado para o mês desde 2006.

Para o presidente da CDLRio, Aldo Gonçalves, a pesquisa, que ouviu cerca de 500 estabelecimentos varejistas, reflete a crise econômica que vem afetando a atividade produtiva.

“O desempenho foi fraco, mesmo considerando que o fato de que março não costuma ser um mês de grandes vendas. Vem depois das férias e do carnaval, quando as pessoas investem muito em lazer, explicou.

Causas

Gonçalves avaliou, ainda, que a elevação dos juros, o desemprego e a inflação em patamar elevado podem ser considerados como os principais fatores para os resultados negativos do primeiro semestre e do mês de março.

“Além disso, outro fator que influenciou no resultado do mês foi a desaceleração nas vendas das lojas do centro da cidade [em obras de modernização e urbanização]. Por tudo isso, o comércio está se empenhando com ações para melhorar o desempenho das vendas para o dia das mães, a segunda data mais importante depois do natal, com o lançamento de promoções, descontos, sistemas de crédito diferenciados e diversificação de produtos, esperando um crescimento das vendas de 2%”, ressaltou.

A queda de 6,1% em março, frente a março de 2015, reflete resultados negativos em todos os setores do ramo mole (bens não duráveis) e do ramo duro (bens duráveis): confecções caíram 4,1%; tecidos (-7,7%); calçados (-7,3%); óticas (-12,3%); móveis (-7,9%); jóias (-6,9%); e eletrodomésticos (-6,5%).

Outra constatação da pesquisa do Clube dos Diretores Lojistas do Rio é de que, mesmo tendo caído 7,4% frente a março de 2015, as vendas à vista foram as preferidas pelos consumidores.

 

Últimas Notícias

Varejo perde R$ 19,5 bilhões em 2017 por danos em produtos e furtos
A partir deste sábado, candidatos só podem ser presos em flagrante
Brasileiros não se sentem prontos para lidar com a morte, diz pesquisa
Aos 95 anos, Gervásio Baptista recebe Medalha do Mérito Jornalístico
PF combate grupo criminoso responsável por contrabando de cigarros
Primavera começa hoje com possibilidade de novo episódio do El Niño
Facebook anuncia medidas para combater contas falsas e desinformação
Polícia Militar faz operação na Rocinha

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212