Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Retorno ao Senado será “no momento próprio”, diz ministro Armando Monteiro - Jornal Brasil em Folhas
Retorno ao Senado será “no momento próprio”, diz ministro Armando Monteiro


O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, disse hoje (25) que seu retorno ao Senado ocorrerá no momento próprio. Com mandato de senador pelo PTB, Monteiro é um dos últimos remanescentes da base aliada na equipe da presidenta Dilma Rousseff na Esplanada dos Ministérios. Também continua no cargo a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, senadora pelo PMDB. Questionado sobre o assunto, Armando Monteiro disse que, por enquanto, sua disposição é continuar trabalhando.

O governo está na plenitude de suas atribuições e prerrogativas e, portanto, estaremos trabalhando até o último momento. O meu retorno ao Senado, farei isso no momento próprio, disse. O ministro deu as declarações após participar de negociações da Comissão Bilateral Brasil-Argentina ao lado do ministro argentino da Produção, Francisco Cabrera. Esse foi o primeiro encontro da comissão após ser reativada em fevereiro, em Buenos Aires. O objetivo do grupo de trabalho é ampliar as relações comerciais entre os dois países.

Impacto

O ministro da Produção da Argentina classificou a crise política como um problema interno do Brasil, sobre o qual não deveria opinar. Ele disse, no entanto, acreditar que o país resolverá a situação graças à força de suas instituições. Cremos que o Brasil é um país com instituições muito fortes, democráticas e, dentro dessas instituições, vai resolver seus problemas, disse. Ele admitiu, no entanto, que o cenário turbulento está impactando nas relações econômicas entre os países vizinhos.

Há importante impacto no setor industrial da Argentina. Pouco mais de 50% das exportações industriais [da Argentina] vão ao Brasil. O que estamos fazendo é aguentar essa situação, sabendo que o Brasil, em muito pouco tempo, vai retomar o crescimento e poderemos prosseguir com a normalidade, disse.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212