Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 UnB promove semana para valorização da comunidade indígena - Jornal Brasil em Folhas
UnB promove semana para valorização da comunidade indígena


Com um ritual de benzimento, a Associação de Acadêmicos Indígenas da Universidade de Brasília (UnB), com apoio da Coordenação da Questão Indígena da Diretoria da Diversidade, iniciou hoje (18) a 2ª Semana dos Acadêmicos Indígenas da UnB, que vai até o dia 20 de abril. Durante o evento, serão realizadas atividades culturais, acadêmicas e debates com reflexões sobre a questão indígena e os desafios do estudante na universidade. O encontro ocorre no Centro de Convivência Multicultural dos Povos Indígenas – Maloca.

A estudante de ciências sociais Braulina Baniwa, da comunidade indígena Baniwa, no Alto do Rio Negro, no Amazonas, entrou na UnB por meio de vestibular específico e falou sobre a importância de o povo indígena se mostrar presente e enfrentar o preconceito. “A semana é uma forma de dizer que também estamos presentes na universidade. Estamos em construção político-pedagógica para que o evento
se torne uma agenda anual, a nossa intenção é que tenham outras turmas de estudantes indígenas. Esse processo de estar presente é muito importante e abre um desafio para a universidade de como receber a diversidade, não só os indígenas. Ainda passamos por desafio no enfrentamento ao racismo e estamos em processo de construção para o combate”, disse a estudante.

Segundo Braunila Baniwa, durante o evento, serão realizados debates para discutir a presença indígena no ensino superior. “Vamos discutir durante esses três dias a presença indígena e o desafio de estar na graduação, pós-graduação, [de ser] mestrando, doutorando, para continuar essa luta de ser reconhecido como diversidade, mas com respeito. Ainda somos vistos como diferença, as pessoas nos enxergam nus, pintados e de cocar. Trabalhamos nosso conhecimento tradicional com acesso à tecnologia”, completou.

A UnB tem atualmente 40 alunos matriculados no curso de graduação e cerca de 20 matriculados em pós-graduação. No total, 22 alunos indígenas já se formaram na universidade.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212