Agehab inicia cadastro para implantação de energia solar fotovoltaica em 740 moradias de Palmeiras de Goiás

0 Shares
0
0
0
0

A Agência Goiana de Habitação (Agehab) vai disponibilizar para as famílias do Residencial Maria Pires Perillo, em Palmeiras de Goiás, o Cheque Mais Moradia, Modalidade Melhoria, no valor de R$ 3 mil para instalação das placas solares fotovoltaicas, que geram até 70% de economia na conta de energia. O cadastramento dos beneficiários começa nesta terça-feira, dia 20, beneficiando as 740 moradias do Residencial Maria Pires Perillo, construído pela Agehab em parceria com o governo federal e a Prefeitura. A ação faz parte do Projeto Casa Solar da Agehab, que tem como meta entregar 1,2 mil casas com o sistema fotovoltaico instalado em quatro municípios goianos: Pirenópolis, Alto Paraíso, Caçu e Palmeiras de Goiás. O cadastramento deve durar cerca de uma semana e contempla as 480 famílias que já moram no residencial, com a primeira etapa entregue no ano passado pelo governador Marconi Perillo e o ministro das Cidades, Bruno Araújo.

Presidente da Agehab, Luiz Stival, explica que na primeira etapa do Residencial Maria Pires Perillo, as 480 moradias já possuem aquecimento solar e o painel solar fotovoltaico vai complementar o sistema energético da unidade. “Além de garantir o direito à moradia digna, o Governo do Estado de Goiás, por meio da Agehab e do Projeto Casa Solar, oferece às famílias um conjunto de benefícios que vão desde a redução dos valores da conta de energia elétrica, capacitação gratuita para profissionalização numa atividade que cresce no país todo e oportunidade de renda extra. E com o mais importante, o benefício ambiental e energético”, afirma Stival.

O Residencial Maria Pires Perillo é um dos maiores empreendimentos do Estado, fruto da parceria entre a Agehab, Caixa Econômica Federal e o município. O investimento total para a construção das casas do empreendimento é de R$ 46 milhões, sendo R$ 4,6 milhões em Cheque Mais Moradia e o restante do FAR, fundo de arrendamento residencial. Os painéis serão instalados em todas as 740 unidades habitacionais, mas a primeira etapa para a instalação do kit será nas 480 unidades e, posteriormente, para as 260 unidades restantes em fase final de construção.

Após a assinatura dos convênios e contratos, dos cheques e da escolha da empresa que vai fornecer as placas solares, começa a fase de capacitação dos beneficiários para instalação e manutenção dos painéis. Todos os beneficiários interessados podem participar da capacitação, que traz uma oportunidade de formação gratuita e de complementação de renda. O Estado de Goiás é pioneiro na implantação do sistema solar fotovoltaico na habitação unifamiliar e de interesse social em escala. Atualmente, os painéis são fabricados no Brasil, mas o microinversor, que condiciona a energia gerada para que seja inserida na rede da concessionária, ainda é importado. Todos são aprovados pelo Inmetro e têm garantia de rendimento de pelo menos 80% por 25 anos. A expectativa é que o equipamento se pague em seis anos de utilização. – BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 38269

0 Shares
You May Also Like