Ataque mata seis voluntários na República Centro-Africana

Redação Redação

Seis voluntários, incluindo um da Unicef, foram mortos no domingo em um ataque de homens não identificados na região de Markunda, no norte da República Centro-Africana, informou a missão da ONU no país (Minusca).

O comunicado da missão da ONU na República Centro-Africana não precisa a identidade dos agressores.

Estamos profundamente tristes e escandalizados com a morte do nosso colega, assim como de outros cinco trabalhadores da educação atacados em 25 de fevereiro, declarou Marie-Pierre Poirier, diretora regional do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) no oeste e centro da África.

Desde o final de 2017, dois grupos armados se enfrentam na região de Markunda, o Movimento Nacional para a Libertação da África Central (MNLC) e o Revolução e Justiça (RJ).

Em 2017, ao menos treze voluntários morreram na República Centro-Africana em ataques similares atribuídos a grupos armados.

Desde 2013, o país está imerso em um conflito armado e o estado domina apenas uma pequena parte do território, enquanto vários grupos lutam para controlar as minas de ouro e diamantes em um dos países mais pobres do planeta.
– BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 53729

A BRASIL EM FOLHAS utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies