Os títulos do Tesouro Direto com os melhores e os piores rendimentos em janeiro

Redação Redação

SÃO PAULO – O número de operações de investimentos no Tesouro Direto atingiu 212.410 em janeiro, no valor de R$ 1,761 bilhão. O número de operações de compra de títulos foi o terceiro maior desde 2002, sendo superado apenas por janeiro (221.316) e maio (221.005) do ano passado.

Os resgates totais somaram R$ 3,429 bilhões, resultando em um resgate líquido de R$ 1,668 bilhão, e o estoque do programa fechou o mês em R$ 47,239 bilhões – queda de 2,6% com relação a dezembro e aumento de 13,3% comparado a janeiro de 2017.

Entre os títulos disponíveis, o Tesouro IPCA+ 2045 teve o melhor desempenho em janeiro, com valorização de 8,54%, seguido pelo Tesouro IPCA+ 2035, com alta de 5,70%. – BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 53469

A BRASIL EM FOLHAS utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies