Quarto dia de bombardeios letais contra área controlada por rebeldes na Síria

Redação Redação

A aviação síria voltou a bombardear nesta quarta-feira Guta Oriental, uma área próxima de Damasco e controlada pelos rebeldes, em uma operação que matou cinco civis e deixou mais de 200 feridos, informou a ONG Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH).

Os bombardeios atingiram várias localidades da região, onde quase 400.000 pessoas vivem cercadas pelas forças governamentais desde 2013, indicou o OSDH.

Desde domingo, os bombardeios da aviação síria mataram 250 civis, entre eles quase 60 crianças, e deixaram centenas de feridos.

Os bombardeios também provocaram muitos danos, em particular em hospitais, que ficaram sem condições de funcionar.

Nas localidades de Arbin e Ain Turma, as forças governamentais lançaram barris de explosivos, uma arma denunciada pela ONU e diversas ONGs, segundo o OSDH.

Durante a noite, a artilharia governamental disparou mais de 100 obuses.

A nova campanha aérea contra Guta Oriental começou no domingo, após a chegada de reforços para uma ofensiva terrestre que ainda não teve início.

O governo quer reconquistar esta região, a partir da qual os rebeldes lançam obuses contra Damasco.

Guta Oriental é o último reduto controlado pelos rebeldes perto da capital síria.

Segundo o jornal Al Watan, ligado ao governo, os bombardeios são o prelúdio de uma operação terrestre de grande envergadura que pode começar a qualquer momento.
– BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 52858

A BRASIL EM FOLHAS utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies