Alckmin dá início ao 13º Fórum Econômico Mundial da América Latina

0 Shares
0
0
0
0

O governador Geraldo Alckmin participou nesta terça-feira (13) da abertura oficial para a imprensa do 13º Fórum Econômico Mundial da América Latina, em coletiva no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo. O evento terá abertura oficial aos participantes na manhã desta quarta-feira (14), também na capital paulista.

Aos jornalistas, Alckmin destacou o bom momento da economia mundial e a recuperação econômica brasileira. “O Fórum Econômico Mundial aqui na América Latina vem em um momento muito especial. Primeiro, um bom momento da economia mundial. É raro você ter na economia um crescimento de quase 4%. 3,9% de crescimento do PIB mundial é excepcional, ninguém pode perder esse bom momento”, comentou o governador, defendendo o livre comércio como forma de expansão econômica e melhoria da qualidade de vida da população.

“O Brasil sai de uma recessão e inicia um processo de recuperação econômica que deve ser mais vigorosa este ano, com isso temos muitos desafios. Nós defendemos o comércio, defendemos a abertura comercial que beneficia a sociedade, com competitividade, produtividade, oportunidade. Então é evidente que não podemos concordar com medidas protecionistas”, ressaltou Alckmin.

Após a coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, o governador e os convidados seguiram para o coquetel de abertura do Fórum Econômico Mundial, que teve ainda apresentação do coral do Theatro Municipal no imponente Palácio Tangará, no bairro do Morumbi.

O WEF, também conhecido como “mini Davos”, volta a acontecer no Brasil após sete anos. Na última vez, em 2011, foi sediado na cidade do Rio de Janeiro. O 13º World Economic Forum on Latin America deve reunir mais de 700 líderes de empresas, governos e membros da sociedade civil para criar uma nova narrativa para a região, diante dos impactos que o intenso ciclo eleitoral dos próximos dois anos deve ter na arena política e socioeconômica.

Com o tema “América Latina no Ponto de Inflexão: Criando uma Nova Narrativa“, a reunião pretende aproveitar o movimento para ajudar a criar uma nova narrativa, baseada na riqueza de recursos humanos e naturais que a região apresenta, com o foco principal em liderança responsável e no bem-estar da população. O tema também aborda a tecnologia e inovação, que serão fatores importantes para a modernização das economias regionais, o aumento da produtividade e o progresso econômico para todos.

Para as organizações, a reunião vai ajudar a navegar e influenciar as transformações econômicas, políticas e tecnológicas que estão por vir. Outro tema dos debates será como a Quarta Revolução Industrial pode ajudar a região a maximizar seu potencial e promover seu espírito empreendedor e ecossistema de start-ups.

“A reunião regional de 2018 será, sem dúvida, um marco para a agenda da América Latina. Com a articulação de líderes dos setores público e privado e da sociedade civil, podemos exercer uma influência coletiva sobre a narrativa da região. A América Latina está iniciando um ciclo eleitoral decisivo, que representa uma oportunidade de abraçar a tecnologia e a inovação e, ao mesmo tempo, promover a criação de valor a longo prazo, fomentando o progresso econômico de maneira sustentável e inclusiva”, disse Marisol Argueta de Barillas, Chefe de Estratégia Regional – América Latina e Membro do Comitê Executivo, do World Economic LLC.

“A cidade de São Paulo sediou o primeiro World Economic Forum on Latin America pela primeira vez doze anos atrás, em 2006. Esse é um momento especial, uma reunião que representa uma grande honra para nosso país e uma oportunidade de trabalhar em conjunto com o Forum para abrir um diálogo e conscientizar as pessoas sobre os maiores desafios globais. A cidade de São Paulo recebe o Forum de braços abertos. Desejo a todos um Forum excelente”, acrescentou Alckmin.

“É uma grande satisfação para a cidade de São Paulo sediar o World Economic Forum on Latin America. A cidade é o maior centro de consumo da América Latina. Com a retomada do crescimento, o Brasil pode apoiar a expansão da economia regional. Para o investidor internacional, é uma ótima oportunidade para conhecer as várias oportunidades de negócios no Estado e na cidade de São Paulo”, falou João Doria, Prefeito de São Paulo.

Os principais participantes regionais incluem: Michel Temer, Presidente do Brasil; Isabel Saint Malo de Alvarado, Vice-presidente do Panamá; Jorge Faurie, Ministro de Relações Exteriores e Culto da Argentina; Cármen Lúcia Antunes Rocha, Presidente, Supremo Tribunal Federal do Brasil; Henrique Meirelles, Ministro da Fazenda, Brasil; Geraldo Alckmin Filho, Governador de São Paulo, Brasil; João Doria, Prefeito de São Paulo, Brasil; Mauricio Cardenas, Ministro de Finanças e Crédito Público da Colômbia; Manuel A. Gonzalez, Ministro de Relações Exteriores da Costa Rica; Roberto Azevêdo, Diretor-Geral, Organização Mundial do Comércio (OMC); Alicia Bárcena Ibarra, Secretária Executiva, Comissão Econômica das Nações Unidas para a América Latina e o Caribe (ECLAC), Santiago; Luis Alberto Moreno, Presidente, Banco Interamericano de Desenvolvimento, Washington DC; Membro do Conselho de Administração do World Economic Forum; Ildefonso Guajardo Villarreal, Secretário da Economia do México; Maria Soledad Nuñez Mendez, Ministra de Habitação do Paraguai; e Lieneke María Schol Calle, Ministro de Produção do Peru. – BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 55460

0 Shares
You May Also Like