Câmara homenageia em sessão solene Ordem DeMolay

Redação Redação

A Câmara dos Deputados homenageou nesta quinta-feira (15), em sessão solene, o Dia Nacional do DeMolay, comemorado em 18 de março. A Ordem DeMolay é uma organização filantrópica ligada à maçonaria que reúne jovens do sexo masculino de 12 a 21 anos. O objetivo é “criar bons cidadãos, para respeitar as leis, conviver em harmonia com a sociedade, e auxiliar o próximo”, segundo o estatuto do grupo.

A homenagem foi solicitada pelo deputado Domingos Sávio (PSDB/ MG), que falou da importância do patriotismo, um dos pilares educacionais da Ordem, para a manutenção da democracia. “É um atestado de incompetência achar que não podemos superar nossas mazelas da democracia e que teremos que matar a democracia para corrigir os seus erros. É a negação de tudo o que nos torna cidadãos livres”, ressaltou, ao criticar os defensores da volta de governos totalitários.

Fundada em 1919 na cidade de Kansas (EUA), a instituição chegou ao Brasil, em 1980, pela iniciativa do maçom Alberto Mansur, que estabeleceu uma sede do grupo no Rio de Janeiro.

Hoje a instituição é administrada pelo Supremo Conselho da Ordem DeMolay para o Brasil (SCODB) e pelo Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil (SCODRFB).

Em mensagem enviada ao Plenário, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, elogiou o trabalho de educação dos jovens realizado pela instituição. “Eles oferecem à sociedade brasileira uma oportunidade de formação mais completa, além de engajamento filosófico e filantrópico que se aproxima com o ideal de uma sociedade livre, justa e solidária”, disse.

Cerca de 110 mil jovens brasileiros já passaram pelo Supremo Conselho da Ordem DeMolay, de acordo com o mestre conselheiro Guilherme Cardorso. “A Ordem preza sempre pela participação do jovem na sociedade, ocupando todos os espaços. Desde o colégio, à faculdade, ao trabalho e nos três Poderes (da República) existe um DeMolay que está destinado a fazer a diferença”, disse.

O papel de liderança assumido por esses jovens também foi destacado por Diogo Bazzanella, grande mestre do Supremo Conselho da Ordem DeMolay. Segundo ele, a ideia é formar “homens de sucesso” que atuem em diversas áreas do mercado, além de realizar ações sociais junto a comunidades vulneráveis e organizações da sociedade civil.

A Ordem DeMolay é associada ao Conselho Nacional de Juventude (Conjuve) que, por sua vez, é responsável por formular e propor políticas públicas de juventude. O grupo é pautado pelos princípios de amor filial, reverência pelas coisas sagradas, cortesia, companheirismo, fidelidade, pureza e patriotismo.

– BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 56068

A BRASIL EM FOLHAS utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies