Carros roubados são recuperados com integrantes de grupo criminoso

Redação Redação

Duas pessoas foram presas em flagrante e autuadas pelos crimes de receptação, roubo majorado, associação criminosa armada, uso de documento falso e adulteração de sinal identificador automotor na tarde de quinta-feira (15), em Cuiabá. A ação foi realizada pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva), da Polícia Judiciária Civil, no bairro CPA 4 e na Policlínica do Planalto.

Foram presos os suspeitos Rafael Ferreira dos Santos Oliveira, 19, e Débora Cristina da Silva Nascimento, 20. A mulher foi detida em posse de um Renault/Kwid, produto de furto ocorrido há 10 dias no bairro Boa Esperança. O veículo apresentava placas falsas e documento público falso (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo – CRLV).

Rafael foi preso no bairro CPA 4, quando saía de uma barbearia. Entrevistado pelos policiais, ele admite a participação na associação criminosa e levou os policiais civis até a Policlínica do Planalto, onde estava escondido um veículo Ford/Fiesta Sedan 1.6, roubado por ele e comparsas na noite anterior à prisão, em uma residência no bairro Morada do Ouro.

O delegado adjunto da Derrfva, Marcelo Martins Torhacs, explica que foram realizadas diversas diligências para identificar os integrantes da associação criminosa. “Segundo as informações colhidas, esse grupo vinha praticando vários roubos de veículos na região metropolitana e estariam em poder do Renault/Kwid furtado, que era utilizado na prática de novos delitos patrimoniais, especialmente roubos”.

Rafael também é suspeito de envolvimento em uma ocorrência na semana do carnaval na UPA da Morada do Ouro, em que várias pessoas foram feridas durante tentativa de resgate de um preso, fato que está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Associação identificada

Além de Débora e Rafael, um adolescente (V.H,G, 16 anos) também foi identificado pela unidade especializada por integrar a associação criminosa armada, além de Benedito Diogo da Silva Nascimento, 22, irmão de Débora – que fugiu da ação policial mas foi visto dirigindo o Renault Kwid -, e que possui 10 antecedentes criminais, e ainda um mandado de prisão em aberto, de dezembro de 2017.

As vítimas do roubo majorado no bairro Morada do Ouro reconheceram os suspeitos Rafael e Benedito como os autores do crime. O adolescente também será investigado por participação no assalto.

O caso segue em investigação pela Derrfva. As diligências prosseguem para prender Benedito e apreender o adolescente infrator, além de buscar outros possíveis integrantes da associação criminosa. – BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 56325

A BRASIL EM FOLHAS utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies