Exposições do Prêmio Marcantonio Vilaça estão abertas ao público

Redação Redação

O Museu de Arte Contemporânea de Goiás (MAC) sedia as exposições do Prêmio CNI Sesi Senai Marcantonio Vilaça para as artes plásticas. Um vernissage nesta semana com a presença de autoridades e artistas no Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON) marcou a abertura das mostras, frutos da iniciativa que é considerada hoje uma das mais importantes do país na área.

Unidade da Seduce, o MAC/CCON fica aberto ao público de terça a sexta, das 9 às 17 horas, e aos sábados, domingos e feriados, das 11 às 17 horas. As exposições do PMV permanecem em cartaz até o dia 29 de abril, com entrada gratuita. Escolas e outros grupos podem agendar visitas mediadas pelo telefone (62) 3201-4923 ou pelo e-mail [email protected]

As três exposições estão sediadas nas galerias D.J. Oliveira e Cléber Gouvêa no subsolo do MAC/CCON. A mostra dos premiados apresenta os trabalhos dos cinco artistas vencedores da sexta edição do prêmio: Daniel Lannes (RJ), Fernando Lindote (SC), Jaime Lauriano (SP), Pedro Motta (MG) e Rochelle Costi (SP).

A exposição Verzuimd Braziel – Brasil Desamparado, do curador premiado Josué Mattos, reúne trabalhos dos artistas André Parente, Anna Bella Geiger, Carla Zaccagnini, Cildo Meireles, Clara Ianni, Dalton Paula, Daniel Jablonski e Camila Goulart, Daniel Santiago, Ivan Grilo, Lourival Cuquinha, Regina Parra, Regina Silveira, Santarosa Barreto, Thiago Honório, Thiago Martins de Melo e Vitor Cesar.

Em paralelo às duas mostras, é realizada ainda a exposição A Intenção e o Gesto, que integra o projeto Arte e Indústria. A iniciativa homenageia artistas com processos de criação relacionados à produção industrial.

Em sua terceira edição, o projeto tem a curadoria de Marcus Lontra e reúne trabalhos do artista Sérvulo Esmeraldo, homenageado desta edição, e de mais 10 artistas contemporâneos que dialogam com sua produção: Almandrade, Ana Maria Tavares, Angelo Venosa, Arthur Lescher, Delson Uchoa, Hildebrando de Castro, Guto Lacaz, Iran do Espírito Santo, Jaildo Marinho, Raul Córdula e Paulo Pereira.

Goiânia é a primeira parada da itinerância do Prêmio Marcantonio Vilaça Para as Artes Plásticas – e a única no Centro-Oeste. As exposições ficam em cartaz no MAC/CCON até 29 de abril, quando seguem então para Fortaleza (maio e junho), Rio de Janeiro (julho a setembro) e Florianópolis (outubro a fevereiro de 2019). – BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 56364

A BRASIL EM FOLHAS utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies