Fique de olho nestas cinco coisas na noite do Oscar

Redação Redação

É a noite do Oscar e os olhos estão voltados para qual será o filme mais premiado, A Forma da Água ou Três Anúncios Para um Crime.

Mas se as cerimônias anteriores serviram de lição é que esperar o esperado na noite mais importante de Hollywood nunca é uma boa ideia.

A seguir, cinco coisas para você ficar de olho neste domingo:

– O fantasma do envelope –

Talvez um dos momentos mais constrangedores na história do Oscar, mas não espere que o anfitrião Jimmy Kimmel evite usar a palavra envelope para fazer uma boa piada às custas da Academia.

Após receber o envelope errado, Warren Beatty e Faye Dunaway anunciaram o musical La La Land como o ganhador da estatueta de melhor filme quando, na realidade, era do drama Moonlight.

Os auditores da PricewaterhouseCoopers foram os responsáveis pela confusão.

E a audiência do Oscar espera que o erro, que instaurou o caos no fim do show, seja parte do monólogo de abertura de Kimmel e dos próprios apresentadores dos prêmios.

– Duelo apertado –

A Forma da Água, aclamada história fantástica ambientada em plena Guerra Fria, alcançou o maior número de indicações, 13, comparado com as sete de seu principal rival, Três Anúncios Para um Crime.

Mas o drama obscuro de Martin McDonagh aparece como favorito a levar o prêmio de melhor filme, apesar das críticas que recebeu pelo tratamento que deu aos temas raciais na trama.

Mas, insistimos, o Oscar é repleto de surpresas e não se pode descartar que Corra!, uma sátira de terror que ocupa o terceiro lugar nas pesquisas, acabe sendo o grande vencedor.

– #MeToo e Times Up –

Os movimentos #MeToo e Times Up contra o abuso sexual e a desigualdade de gênero na indústria têm sido protagonistas desta temporada de prêmios, inspirando muitos discursos poderosos e transformando o tapete vermelho em simbólicos desfiles de vestidos pretos durante os Globo de Ouro e o britânico Bafta.

Ainda que não haja um chamado oficial para este domingo, várias atrizes disseram que se vestirão de preto em apoio à causa.

Ryan Seacrest, o entrevistador estrela de ricos e famosos nos tapetes vermelhos das premiações para o canal E!, enfrenta seu próprio escândalo após uma denúncia de assédio de sua ex-estilista.

O canal manifestou seu apoio a Seacrest e disse que eke estará no tapete vermelho no domingo como de costume.

– Rompendo padrões –

A 90ª edição do Oscar está repleta de indicações que rompem velhos padrões.

A diretora de Mudbound, Dee Rees, é a primeira mulher negra indicada a melhor roteiro adaptado enquanto sua diretora de fotografia, Rachel Morrison, é a primeira mulher a ser indicada nessa categoria.

Mudbound também recebeu uma indicação inédita para a diva Mary J. Blige, a primeira pessoa que compete por melhor atuação e melhor canção original no mesmo filme.

Yance Ford (Strong Island) é a primeira diretora tranSgênero indicada e Jordan Peele (Corra!) é o primeiro cineasta negro indicado por direção, roteiro e produção.

Peele é o quinto diretor negro já indicado e pode ser o primeiro a ganhar.

Greta Gerwig (Lady Bird) é a quinta diretora na história a ser indicada e a primeira que consegue entrar na premiação em sua estreia como diretora.

Essa edição também é a primeira que indica um filme de super-heróis a melhor roteiro adaptado (Logan) e um ator com mais de 87 anos para a categoria de atuação: Christopher Plummer em Todo o dinheiro do mundo.

– Teste para Kimmel –

O comediante Jimmy Kimmel vai apresentar o Oscar pela segunda vez consecutiva e a crítica espera ver como ele conseguirá o equilíbrio para abordar o tema dos abusos sexuais em seu monólogo humorístico.

Além disso, manter um espetáculo de mais de três horas – a transmissão não esportiva mais vista nos Estados Unidos – é também um desafio neste ano tomado pelos escândalos.

Senhoras e o que resta de senhores: assim abriu Seth Meyers a noite do Globo de Ouro, o primeiro evento dessa controvertida temporada de premiações.
– BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 54159

A BRASIL EM FOLHAS utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies