Guerra comercial é muito negativa, diz Meirelles sobre política de Trump

Redação Redação

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, criticou hoje (7) a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de aumentar as tarifas de importação de aço e de alumínio no país. Segundo Meirelles, a proposta “prejudica a todos e inclusive a indústria americana, porque teria que pagar mais pelo aço”, e acrescentou: “é negativo para todos os envolvidos e, evidentemente, nós somos contra e deixamos clara essa posição”. Segundo Meirelles, “os investidores em geral acham guerra comercial muito negativa”.
Brasília – O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, durante o lançamento do Relatório Econômico da OCDE de 2018 sobre o Brasil (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O ministro Henrique Meirelles está em Nova York para promover investimentos no Brasil.

O ministro está em Nova York para participar de um evento para promover investimentos estrangeiros no Brasil nesta quinta-feira (8).

Meirelles também afirmou que “esse protecionismo é negativo para os Estados Unidos e para qualquer país”. Segundo ele, “a experiência do Brasil com protecionismo comercial é extensa” e o país ainda tem “diversos setores em um esquema de proteção comercial fortíssimo”, mas isso não trouxe sucesso do ponto de vista econômico, pois não contribuiu para aumentar a produtividade nacional e nem para aumentar a participação da indústria na economia.

Apesar de ter criticado a política, Meirelles não quis comentar sobre a possibilidade de Canadá e México, vizinhos dos Estados Unidos e membros do Tratado Norte-Americano de Livre Comércio [Nafta], serem excluídos da imposição das novas tarifas. “Temos que tomar cuidado para não criar uma guerra de palavras”, afirmou Meirelles, e concluiu: “porque a guerra de palavras pode ser tão ou mais negativa do que os fatos”.

Edição: Davi Oliveira
– BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 54616

A BRASIL EM FOLHAS utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies