Indústria e sindicatos brasileiros criticam tarifas americanas ao aço

Redação Redação

Indústrias e sindicatos brasileiros condenaram nesta sexta-feira o anúncio dos Estados Unidos da imposição de tarifas sobre a importação de aço, o que provocou fortes quedas nas ações siderúrgicas da Bovespa.

O governo brasileiro expressou, na véspera, sua enorme preocupação com a medida.

A decisão americana de impor sobretaxas ao aço e alumínio é injustificada, ilegal e prejudica o Brasil, afirmou a Confederação Nacional da Indústria (CNI) em um comunicado.

A entidade estimou que a nova tarifa de até 25% sobre o aço geraria um prejuízo de 3 bilhões de dólares ao setor exportador do metal.

A Força Sindical anunciou atos e manifestações para preservar milhares de empregos que serão perdidos na cadeia produtiva do setor.

O Brasil representa 13% das importações americanas de aço.

Num fechamento de semana agitado, as siderúrgicas sentiram o impacto na Bovespa.

Os papéis da CSN chegaram a perder 12% durante a sessão, mas no fim do dia recuperou terreno e limitou a queda a 5,15%; os da Gerdau caíram 2,29%; os da ArcelorMittal 1,18%; e os da Vale, 1,84%.
– BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 53980

A BRASIL EM FOLHAS utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies