Polícia afirma que bebê de 1 ano era o alvo do criminoso em Cajueiro

Redação Redação

Policiais da 4ª Companhia Independente da Polícia Militar prenderam nesta quarta-feira, 14, um homem identificado inicialmente como “Galeguinho” que seria o mandante do atentado que vitimou o bebê J.V.S. de 1 anos de idade, no município de Cajueiro, na Zona da Mata alagoana.

Inicialmente o major Alexandre Braga havia relatado que o alvo do criminoso era a mãe da criança, no entanto, após apuração mais rigorosa, a Polícia descobriu que Galeguinho havia ordenado que seu comparsa, identificado como “Porquinho” atirasse na criança para matar. De acordo com o major Braga, Galeguinho tinha como alvo um rapaz conhecido como “Cicinho”, tio da criança. Como o alvo não fora localizado, o criminoso ordenou que a execução do bebê, para se vingar do desafeto.

Os policiais atuaram com ajuda do serviço de inteligência e conseguiram chegar ao local onde Galeguinho e Porquinho estavam escondidos, uma área de mata, por onde pretendiam fugir, já que a cidade estava cercada. Durante a ação, houve troca de tiros, mas os dois conseguiram fugir, deixando para trás um revólver calibre 38, que pode ter sido usado no atentado.

Posteriormente, a polícia manteve o cerco e prendeu Galeguinho, que confessou ser o mentor do crime. Já o comparsa continua sendo procurado pelas equipes da força-tarefa montada na cidade de Cajueiro. A motivação, no entanto, ainda não foi informada. O caso terá andamento com a investigação da Polícia Civil.
– BRASIL EM FOLHAS COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS – I3D 55882

A BRASIL EM FOLHAS utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies