Grupo manifesta contra mudança de atendimento do Credeq

Redação Redação

Um grupo de manifestantes organizado por lideranças políticas e comunitárias de Aparecida de Goiânia se concentrou na manhã da última quinta-feira,19, em frente ao Centro Estadual de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq). O objetivo principal foi protestar contra a mudança de atendimento da unidade.

É que esta semana o Governo do Estado anunciou a intenção de receber no Credeq cerca de 50 jovens do Centro de Atendimento Socioeducativo ( Case), que fica no Setor Vera Cruz, região oeste de Goiânia.

Estiveram presentes durante a manifestação, o ex-deputado, Marlúcio Pereira, o vereador, Rosido Manoel, o novo vice-presidente do Conselho das Associações de Moradores de Aparecida (Camap) Claudionor Ferreira, a Associação Comercial e Industrial de Aparecida ( Aciag) foi representada pelo membro gerencial executivo, Zeurith de Paula, entre outras presenças.

Durante a manifestação muitas mães e dependentes químicos puderam relatar o sucesso no tratamento recebeido no Credeq. Inaugurada em 2016, a unidade presta um serviço de excelência. São realizados cerca de quatro mil atendimentos ambulatoriais por mês.” Não somos contra a recuperação desses jovens infratores, mas também não podemos permitir que mudem o perfil do Credeq, que tem transformado vidas nos últimos anos, defendeu o ex-deputado Marlucio.

Ele lembrou ainda que o sonho em construir o Credeq começou quando a mãe de um dependente químico lhe pediu ajuda para interna-lo. ” Para não deixar ele ir pra rua ela dava a droga em casa mesmo. Daí procuramos na época o e então senador, Marconi Perillo, que se comprometeu a construir centros como este, caso voltasse ao governo e assim ele fez”, contou.

O ex-deputado também destacou a contribuição que Aparecida já deupara o sistema carcerário goiano. ” Aparecida não suporta mais uma unidade com caráter de ressocialização. Já temos um imenso complexo prisional agora está na hora de descentraliza-lo”, protestou.

Os manifestantes também reclamaram do que eles chamaram “de falta de diálogo” do governo, que teria anunciado a decisão de mudança de perfil do Credeq apenas pela imprensa, e não comunicou a comunidade aparecidende. Eles aguardam um melhor posicionamento. – Brasil em Folhas com Agências de Notícias – I5D 7755

A BRASIL EM FOLHAS utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies