Rio fecha ruas para reduzir aglomerações próximo a agências da Caixa

A prefeitura do Rio de Janeiro iniciou às 6h de hoje (5) interdições de dez ruas onde ficam agências da Caixa, para reduzir aglomerações. Grandes filas têm se formado em frente a esses locais, já que muitos têm ido receber o auxílio emergencial de R$ 600 concedido pelo governo federal.

As interdições ocorrerão de segunda a sábado, das 6h às 16h, e foram decididas em comum acordo com a direção do banco.

O prefeito Marcelo Crivella havia entrado em contato com o banco, para tentar resolver o problema das aglomerações, e o próprio banco pediu o fechamento das ruas onde há mais filas.

Além da interrupção do trânsito, haverá guardas municipais apoiando o banco do lado externo das agências. O uso de máscaras e a manutenção de uma distância segura entre uma pessoa e outra continuam sendo recomendados.

As vias interditadas são:

1. Rua Cônego de Vasconcelos, em Bangu, entre as ruas Clemente Ferreira e Francisco Leal

2. Rua Cardoso de Morais, entre a Avenida Guilherme Maxwel e a Rua Francisca Heiden;

3. Avenida Bras de Pina, entre a Rua Ibiapina e a Rua dos Romeiros;

4. Uma faixa da Rua Euclides Faria, entre a Rua Doutor Miguel Vieira Ferreira e a Rua Uranos;

5. Rua Dias da Cruz, entre a Rua Vinte e Quatro de Maio e a Rua Ana Barbosa;

6. Rua Guaraí, entre a Avenida Cesário de Melo e a Rua Uruna;

7. Rua Felipe Cardoso, sentido Avenida Brasil, entre a Rua General Olímpio e Avenida Isabel;

8. Uma faixa da Estrada do Mendanha, sentido Santíssimo;

9. Travessa Macejana e uma faixa da Avenida dos Italianos, sentido Madureira, entre a Estrada do Barro Vermelho e a Travessa Macejana;

10. Avenida Sargento de Milícias, entre a Rua Cícero e a Avenida Pastor Martin Luther King Júnior.

Com informações da Agência Brasil