Innovare organiza equipes para avaliar iniciativas que disputam a 17ª edição

0 Shares
0
0
0
0

​​​A diretoria do Instituto Innovare reuniu-se na última segunda-feira (15) com os membros do conselho superior e da comissão julgadora do Prêmio Innovare para apresentar os números da 17ª edição, para a qual foram selecionadas 646 práticas. Durante o encontro on-line, foram criadas as equipes que farão a avaliação de cada um desses trabalhos e escolherão os vencedores.

Na abertura da reunião, o presidente do conselho superior do Innovare, ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF) Carlos Ayres Britto, elogiou o fato de o Judiciário estar usando a comunicação on-line para seguir adiante, apesar das dificuldades que o isolamento social impõe às instituições.

O estado que lidera o número de participantes é São Paulo, com 88 práticas, seguido por Minas Gerais, que inscreveu 54 iniciativas, e pelo Distrito Federal, com 40. A modalidade com maior concorrência foi Justiça e Cidadania, que recebeu 189 práticas.

Prêmio Inno​vare
Instituída em 2004, a premiação tem como objetivo identificar e divulgar iniciativas que trazem inovações e contribuem para o aprimoramento da Justiça brasileira. Ao todo, já foram premiadas 226 práticas, entre mais de sete mil trabalhos, em diferentes áreas da atuação jurídica. Todos os projetos selecionados são incluídos no Banco de Práticas do Innovare e podem ser consultados no site do instituto.

A comissão julgadora do prêmio é formada por personalidades do mundo jurídico, acadêmico e empresarial, que analisam os formulários de inscrição e os relatórios produzidos pelos consultores durante as entrevistas com os responsáveis e as pessoas atendidas pelas iniciativas. – STJ – I3D 219

0 Shares
You May Also Like