Ocupação de leitos em BH aumenta após relaxamento da população

Redação Redação

A prefeitura de Belo Horizonte decidiu retroceder nas políticas de relaxamento do isolamento social e voltou a adotar a chamada fase de controle, com funcionamento apenas de atividades essenciais. A decisão ocorreu após uma análise no crescimento de casos confirmados da doença no município. Além disso, houve aumento na ocupação de leitos de UTI para covid-19.

O índice de leitos ocupados passou de 78%, no dia 19, para 85% agora. Também houve aumento na ocupação dos leitos de enfermaria, de 61% para 69%. Justamente nesse dia, a prefeitura já havia revisto a abertura gradual do comércio. Hoje, uma nova revisão se fez necessária após o aumento na ocupação dos leitos e a cidade retornou à fase de controle.

Além de manter o comércio não essencial fechado, a prefeitura quer intensificar ações para conscientizar a população sobre a importância do cumprimento das medidas sanitárias. A prefeitura avalia que houve um relaxamento geral da população em Belo Horizonte.

“Não é possível explicar a movimentação da cidade somente pela abertura do comércio, considerando o retorno de trabalhadores”, disse o secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão, André Reis. “A nosso ver, as fases de reabertura trouxeram em conjunto um relaxamento geral da cidade quanto às medidas de isolamento, distanciamento e prevenção, o que pode ter tido este forte impacto no crescimento da transmissão da doença”, completou. – Agência Brasil – I3D 1685

A BRASIL EM FOLHAS utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies