Brasil e EUA renovam parceria histórica de cooperação científica

0 Shares
0
0
0
0

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Serviço de Pesquisa Agrícola (ARS) do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) firmaram acordo de cooperação que representa a continuidade da histórica parceria.

Desde a implementação do primeiro Laboratório de Extensão (Labex) nos EUA, em 1998, a empresa brasileira já desenvolveu vários projetos em diferentes áreas com o ARS, uma das mais importantes e estratégicas instituições de pesquisa norte-americanas. O acordo prevê cooperação técnica, financeira e material para execução das ações do Labex EUA e a possibilidade de projetos cooperativos com outras agências federais e universidades.

A partir de agora, as duas instituições serão parceiras em pesquisas nas áreas de recursos naturais, mudanças climáticas, microbiologia do solo, efeitos da aplicação de nitrogênio, carbono e pegada hídrica, monitoramento, gestão e uso de recursos naturais e uso da terra de maneira sustentável.

Também estão previstos projetos em áreas emergentes como biotecnologia, big data, inteligência artificial e agricultura digital, de precisão e automação, microbioma e biologia sintética. Além disso, o tema da biodiversidade e proteção ambiental, por meio de soluções inovadoras e sustentáveis, está no acordo entre Embrapa e ARS, particularmente para aprimoramento da multifuncionalidade da agricultura e a produção sustentável de alimentos, fibras e energia. O intercâmbio de pesquisadores na execução conjunta de pesquisas de interesse mútuo faz parte das cláusulas do novo acordo.


Com informações da Embrapa

– Agência Brasil – YWD 50754

0 Shares
You May Also Like