Em reunião na tarde desta terça-feira, 26 de janeiro, o Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento à Covid-19 de Aparecida de Goiânia analisou a situação epidemiológica da cidade e debateu demandas sociais. Dentre as pautas da reunião estava a proposta levantada pelo governo de Goiás de restrição de venda e consumo de bebidas alcoólicas no estado. Popularmente conhecida como “Lei Seca”, a estratégia foi sugerida como forma de evitar aglomerações de pessoas. Em Aparecida de Goiânia, a sugestão é que a restrição ao comércio e uso do álcool ocorra diariamente, a partir das 22 horas. A proposta segue agora para avaliação do Comitê técnico da Secretaria de Saúde de Aparecida de Goiânia.

“A medida foi uma sugestão apresentada aos municípios goianos e o prefeito Gustavo Mendanha provocou o Comitê para deliberar sobre o tema. Como em Aparecida de Goiânia todas as decisões são tomadas de forma coletiva, fundamentadas em critérios científicos, a proposta segue agora ao Comitê Técnico da Secretaria Municipal de Saúde. O grupo irá analisar as adequações necessárias para a cidade”, esclareceu o presidente do Comitê e também secretário de Saúde, Alessandro Magalhães