O Governo Federal entregou, nesta quinta-feira (11), escrituras a mais de 60 famílias remanejadas pela criação do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, na década de 80. O Presidente Jair Bolsonaro e ministros participaram da entrega.

Os beneficiados viviam na área da base de Alcântara e na década de 80 foram realocados para a construção do centro que fica em uma região próxima à linha do Equador e tem estabilidade geológica e climática. De acordo com a Força Aérea Brasileira, esses fatores tornam o espaço o mais bem localizado do mundo.

As famílias foram transferidas para agrovilas com eletrificação rural, casa de farinha, poço artesiano, sistema de distribuição de água, escola, campo de futebol, tribuna de festa, posto de saúde, igreja e estradas vicinais. Após a desapropriação, cada uma recebeu uma gleba rural de 15 hectares, um lote urbano de 1.000 m² com uma residência de 72 m² em alvenaria.

Mas as famílias não possuíam o título da propriedade. Hoje, receberam o título da gleba e outro do lote urbano. É o caso de José Ribamar, que falou da luta de muitos anos para ter o reconhecimento das terras onde vive. “Eu me sinto muito feliz em estar recebendo esse título de propriedade, porque agora eu sei que é meu”, ressaltou. Com o título, há mais facilidade para acessar programas de governo e pegar crédito para investir na terra, por exemplo.

Centro de Alcântara
Com a entrega, o Governo Federal, além de honrar um passivo antigo, assume o compromisso de integração entre a atividade aeroespacial e o desenvolvimento local sustentável com o objetivo de trazer benefícios econômicos, bem como o progresso científico e tecnológico.

O comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, destacou a importância do Centro de Alcântara para geração de empregos e impulsionar o desenvolvimento na região. “Nosso objetivo é trazer o desenvolvimento sustentável de forma que o progresso traga realização dos anseios coletivos que fazem decolar os seus sonhos e permitam melhores oportunidades para todos os cidadãos.”

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, disse que o Centro de Alcântara ainda crescerá muito e trará inovações para o país e população brasileira. Segundo ele, a entrega dos títulos é um momento histórico para o Programa Espacial Brasileiro. “Lembrar que tudo começa com um sonho e o programa espacial não é diferente, e esse sonho começou há muito tempo. Tenho visitado as agrovilas, conversado com o pessoal e visto o quanto esse sonho tem esperado ao longo de tanto tempo”, contou.

Para a ministra da Família, da Mulher e dos Direitos Humanos, Damares Alves, os títulos são uma garantia de tranquilidade para essas famílias que esperam há décadas. “Eu sei o que é uma mãe poder dormir sabendo que a propriedade é dela e ninguém mais toma. É de vocês.”

– Agência Brasil – YWD 985867