Desenvolvimento Econômico rejeita proposta que restringe importação de banana

Redação Redação

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços rejeitou nesta quarta-feira (7) proposta que autoriza o governo brasileiro a restringir a importação de banana de países que desrespeitam normas de proteção ambiental (PL 10737/18).

A proposta é do deputado Evair Vieira de Melo (PP-ES) e altera o Código Florestal, que hoje autoriza a Câmara de Comércio Exterior (Camex), órgão do Ministério da Economia, a impor restrições a produtos naturais de países que não respeitam normas ambientais.

A rejeição foi pedida pelo relator do projeto, deputado Alexis Fonteyne (Novo-SP). Ele afirmou que a proposta cria uma “proteção comercial independentemente de qualquer outra avaliação posterior, por tempo indefinido, para um mercado específico”.

“Trata-se, sem sombra de dúvidas, de uma reserva de mercado”, disse Fonteyne. O relator afirmou ainda que a proteção contra concorrência desleal de produtores estrangeiros deve seguir a regra geral prevista no Código Florestal, sem salvaguardas específicas.

Tramitação
A Comissão de Desenvolvimento Econômico é a segunda que vota o projeto. Antes ele passou pela Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, que aprovou o texto sem ressalvas. Pelas regras da Câmara, a existência de pareceres divergentes anula o caráter conclusivo.

Com isso, o projeto será analisado agora pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) e pelo Plenário.
– Câmara dos Deputados – YWD 991733

A BRASIL EM FOLHAS utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies