Natação: Bruno Fratus alcança índice olímpico nos 50 metros livre

0 Shares
0
0
0
0

Nadando nos Estados Unidos, o brasileiro Bruno Fratus, de 31 anos, atingiu o índice olímpico na prova dos 50 metros estilo livre, ao vencer a etapa de Mission Viejo, na Califórnia, do circuito TYR Pro Swim Series, com o tempo de 21s80. A marca estabelecida pela Fina (Federação Internacional de Esportes Aquáticos) era de 22s01.

É VAGA OLÍMPICA! 🇯🇵
[email protected] nada os 50m livre abaixo do índice olímpico nos 🇺🇸
E garante a vaga 200 para o 🇧🇷 nos @JogosOlimpicos 😎
Mas atenção! 🚨
Só saberemos quem fica com a vaga após a Seletiva Olímpica, a partir de 19/4, no Maria Lenk pic.twitter.com/5tZt3IKLI1
— Time Brasil (@timebrasil) April 10, 2021

Fratus ainda não tem vaga garantida nos Jogos Olímpicos de Tóquio, pois a CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos) confirmará os brasileiros classificados a partir da seletiva que acontecerá entre os dias 19 e 24 de abril, no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro. Estarão garantidos o campeão e o vice de cada prova, desde que alcancem o chamado índice A estabelecido pela Fina. No caso dos 50 metros estilo livre, a marca é justamente a que Fratus superou neste sábado. Para ficar de fora da Olimpíada, o tempo de Fratus deverá ser batido por outros dois atletas brasileiros na final A.

O brasileiro obteve autorização do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) para buscar o índice nas competições do circuito americano, já que mora e compete nos Estados Unidos. Na sexta-feira, Fratus já havia superado a marca necessária na semifinal do evento, registrando 21s73. Porém, para validar a marca, ele deveria alcançá-la na final. No sábado, Fratus deixou para trás ninguém menos que Caeleb Dressel, um dos principais nomes da natação mundial e detentor do recorde mundial dos 50 metros estilo livre em piscina curta, com 20s16 (a competição foi disputada em piscina longa, onde o recorde é do brasileiro César Cielo, com 20s91). Dressel terminou em segundo, com o tempo de 21s83.

O Brasil já tinha vaga assegurada na natação nos Jogos Olímpicos de Tóquio, mas apenas nos revezamentos masculinos das provas 4×100 metros estilo livre, 4×200 metros estilo livre e 4×100 metros medley. – Igor Santos – Repórter da TV Brasil – YWD 992043

0 Shares
You May Also Like