Emissões de debêntures incentivadas captam R$ 1,9 bilhão em março

0 Shares
0
0
0
0

As emissões de debêntures incentivadas de infraestrutura alcançaram R$ 1,9 bilhão em março. Esse montante foi resultado da distribuição de 10 debêntures vinculadas aos setores de energia, transporte, saneamento e telecomunicações. As informações constam da 88ª edição do Boletim de Debêntures Incentivadas da Secretaria de Política Econômica (SPE), do Ministério da Economia, divulgado nessa terça-feira (11).

O prazo médio das emissões das debêntures de infraestrutura vem apresentando tendência de alta desde 2016, atingindo, em 2020, 11,6 anos. Entre janeiro e março de 2021, esse prazo médio ficou na casa de 10,7 anos. Nesse mesmo período, a remuneração média das debêntures foi IPCA + 5,3%, superior à remuneração média de 2020, que fechou em IPCA + 5,2% ao ano.

As debêntures incentivadas de infraestrutura continuam apresentando liquidez no mercado secundário superior ao das debêntures não incentivadas. Em março, as debêntures incentivadas de infraestrutura apresentaram giro de 5,2% do estoque, contra 2,3% das debêntures não incentivadas.

Entre as distribuições feitas por meio de Oferta Pública (Instrução CVM nº 400/2003) e Oferta Restrita (Instrução CVM nº 476/2009), a participação dos investidores pessoa física alcançou o montante de R$ 31,6 bilhões até março de 2021, correspondendo a 29% das debêntures incentivadas de infraestrutura distribuídas desde 2012.

Distribuição setorial

Na distribuição setorial de infraestrutura do ano, predomina o setor de energia, que concentrou 44% das emissões entre janeiro e março, seguido dos setores de transportes, com 42%, saneamento, com 11%, e telecomunicações, que alcançou 3% em igual período.

A demanda por Fundos de Infraestrutura aumentou em março de 2021: foram 169.580 cotistas contra 160.374 em fevereiro, perfazendo uma entrada líquida de 9.206 cotistas.

O percentual médio de aplicação em debêntures até fevereiro de 2021 foi de 88% nos Fundos de Renda Fixa, enquanto nos Fundos em Direitos Creditórios a participação originada das debêntures de infraestrutura alcançou 94% do Patrimônio Líquido.

Acesse a 88ª edição do Boletim de Debêntures Incentivadas

Com informações do Ministério da Economia

0 Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like