Alysson Lima registra voto contrário à PEC institui novo Regime Fiscal em Goiás

0 Shares
0
0
0
0

O deputado Alysson Lima (Solidariedade) usou a tribuna, na tarde desta terça-feira, 29, para manifestar seu voto contrário à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) n° 5487/21. “Estamos aqui para legislar da melhor maneira para o Estado. Uma PEC como essa, que lança, a longo prazo, várias regras duras para a gestão estadual, não pode ser aceita”.
Segundo o parlamentar, serão impactados diversos setores como saúde, emprego, educação e desenvolvimento urbano, por exemplo. “Tenho preocupação em relação a vários fatores. Vejo essa PEC como algo desnecessário assim como o RRF [Regime de Recuperação Fiscal]. Ela com certeza irá engessar o Estado”, acrescentou.
Por fim, o deputado reforçou, ainda, que um dos pontos mais “preocupantes” da proposta diz respeito ao funcionalismo público. “Os servidores precisam ser amparados para continuarem oferecendo um bom serviço à população. Todos passam, mas os servidores permanecem. Aqui, não temos segurança para passar à sociedade de que haverão novos concursos no Estado”, finalizou.
Mas, sem dúvidas, o ponto mais preocupante está relacionado ao funcionalismo público, a grande engrenagem do Estado, todos passam, mas os servidores permanecem e precisam ser amparados para que continuem oferecendo um bom serviço aos cidadãos desse estado. Aqui não temos segurança para passar à sociedade que haverão novos concursos. Vejo com muita preocupação e manifesto meu voto contrário.

0 Shares
You May Also Like