Comissão debate comunicação pública para a população negra

Redação
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Audiência também discutirá possível privatização da EBC

A Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados promove audiência na segunda-feira (14) para discutir a importância da comunicação pública para a população negra brasileira.

O debate é uma iniciativa da deputada Benedita da Silva (PT-RJ). Ela destaca que os cidadãos necessitam ter voz ativa para promover mobilização social e mudanças culturais. “A comunicação pública representa um forte aliado nesse processo, em prol de ações mais democráticas e afirmativas, de inserção do componente racial e da diversidade na pauta das políticas públicas”, diz.

Na opinião dela, no entanto, o governo Bolsonaro tem provocado retrocessos ao estimular a privatização da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e eliminar a exibição de conteúdos que busquem combater o racismo estrutural.

Em abril, o Executivo incluiu a EBC no Programa Nacional de Desestatização (PND). Segundo o Planalto, “o objetivo primordial da medida é desenvolver estudos com vistas a avaliar, primeiro, a possibilidade de execução da política pública sem a necessidade de manutenção de uma estatal e, em segundo lugar, a melhor modalidade de sua desestatização”.

Convidados
Foram convidados para a audiência:

o ministro das Comunicações, Fábio Faria;
o professor emérito da Escola de Comunicação da UFRJ Muniz Sodré;
a coordenadora-geral do Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal, Integrante da Cojira-DF e funcionária da EBC, Juliana Cézar Nunes;
o cineasta e pós-doutor em Comunicação e Antropologia pela Universidade do Texas Joel Zito Araújo;
o cantor e compositor Gilberto Gil;
o professor da Universidade Federal do Sul Da Bahia Richard Santos;
o advogado e presidente do Bloco Afro Olodum, João Jorge;
a professora da UFRJ e pesquisadora da Cultura Africana e Afro-Brasileira Helena Theodoro; e
a diretora Do SP Cine e uma das fundadoras da Associação de Profissionais do Audiovisual Negros, Viviane Ferreira.

Local e horário
A reunião será realizada no plenário 8, a partir das 14 horas.

Você pode gostar

A BRASIL EM FOLHAS utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies