Comissão debate impactos da Copa América no enfrentamento da pandemia; acompanhe

Redação
Lucas Figueiredo/CBF
Governo e oposição discordam sobre a realização do torneio no Brasil

A Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados promove audiência pública nesta sexta-feira (11) para discutir os impactos da Copa América no enfrentamento da pandemia de Covid-19. A reunião será realizada no plenário 7, a partir das 10 horas.

O público pode acompanhar a discussão ao vivo e enviar perguntas ao participantes por meio do portal e-Democracia. Também é possível assistir pelo YouTube.

O torneio continental está previsto para ser realizado no Brasil de 13 de junho a 10 de julho, após as desistências de Colômbia (por questões políticas) e Argentina (devido ao agravamento da crise sanitária) sediarem o evento.

Ações protocoladas no Supremo Tribunal Federal (STF) por partidos de oposição tentam suspender a competição, sob o argumento de que ela pioraria a situação do País. “São quase 500 mil mortes causadas pela pandemia, e o ritmo de vacinação não garantirá a devida imunidade para o Brasil sediar evento dessa magnitude”, afirma o deputado Rogério Correia (PT-MG), autor do requerimento da audiência.

O governo, por sua vez, defende a realização do torneio e sustenta que os jogos não terão público e serão adotados protocolos sanitários. Entre os pontos que precisarão ser respeitados, estão a realização de testagem das delegações a cada 48 horas, além do isolamento de atletas e comissões técnicas nos hotéis das cidades-sede (Brasília, Cuiabá, Goiânia e Rio de Janeiro), sendo liberada a saída apenas para treinos, jogos ou questão de saúde.

Convidados
Participam do debate:
– representante do Ministério da Cidadania;
– o coordenador Operacional da Copa América, representando a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), André Pedrineli;
– o médico e membro do comitê de enfrentamento da Covid-19 da UFMG e da Prefeitura de Belo Horizonte, Unaí Tupinambás;
– o presidente da Associação Nacional das Torcidas Organizadas do Brasil (Anatorg), Alex Minduín;
– o vice-presidente regional Sudeste da União Nacional dos Estudantes (UNE), Diego Carlos Ferreira; e
– a pesquisadora titular aposentada da Fiocruz, representando o Grupo de Políticas de Saúde da Associação Nacional em Apoio e Defesa dos Direitos das Vítimas da Covid – Vida e Justiça, Cláudia Travassos.

Você pode gostar

A BRASIL EM FOLHAS utiliza cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade. Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições. Aceitar Consulte mais informação

Política de Privacidade e Cookies