Eduardo Prado quer proibir comercialização de medicamentos “anticio” em Goiás

0 Shares
0
0
0
0

O deputado Delegado Eduardo Prado (DC) apresentou um projeto de lei que busca proibir a comercialização de medicamentos "anticio" para espécies caninas e felinas em todo o estado. De acordo com a proposta, protocolada pelo n° 5978/21 na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), enquadram-se no rol desses medicamentos todos aqueles que atuam no sistema endocrinológico do animal com o objeto de inibir o cio. 
O texto garante o fornecimento do medicamento apenas em casos de prescrição por parte de um médico veterinário habilitado. A proibição se estende a estabelecimentos comerciais de produtos animais além de clínicas e hospitais veterinários. 
Ao defender o projeto, o parlamentar argumenta que o uso indiscriminado  de tal medicamento tem sido recorrente. "Além de não ter 100% de eficácia, esses medicamentos aumentam consideravelmente a chance de desenvolvimento de tumores malignos diversos, podendo, inclusive, causar anomalias em filhotes", explica o autor da matéria. 

0 Shares
You May Also Like