Ministro diz a Lira que MP sobre energia elétrica não tratará de racionamento

0 Shares
0
0
0
0

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), disse que falou com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e este esclareceu que a medida provisória sobre o uso de energia elétrica durante a crise hídrica não conterá nenhum comando relativo ao racionamento. “Será feito o incentivo ao uso eficiente da energia pelos consumidores de maneira voluntária”, afirmou Lira, em suas redes sociais.

Mais cedo, Lira esteve no Palácio do Planalto e afirmou que o governo tem feito uma análise do cenário hídrico no País. Ele disse que teve a garantia do Executivo de que não haverá apagão, mas que o racionamento não havia sido descartado, em razão da escassez de chuva. “Temos que ter energia de base para suportar o crescimento que o Brasil vai ter”, afirmou o presidente.

Voto impresso
Lira afirmou que a proposta de emenda à Constituição que exige a impressão do voto nas eleições precisa ser aprovada em tempo hábil para que a Justiça Eleitoral possa se organizar. O texto está em análise em comissão especial da Casa e precisa ser votado pelos deputados em dois turnos no Plenário. Se for aprovado, segue para análise dos senadores. Lira avalia que a proposta não deve ser aprovada neste semestre.

“Minha função foi só obedecer ao regimento, agora são os prazos regimentais. Espero que, se for aprovado a tempo, a Justiça possa se organizar”, disse Lira em entrevista coletiva no Palácio do Planalto após o lançamento do Plano Safra 2021.

Plano Safra
Lira também destacou a importância do incentivo do governo para os produtores rurais. Segundo ele, os agricultores vão continuar produzindo, respeitando os limites ambientais.

“É um incentivo do tamanho adequado, lógico que recurso nunca é suficiente, mas os recursos deste ano vão ajudar a dar o recorde de produção e termos uma grande safra este ano”, afirmou.

0 Shares
You May Also Like