Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Comissão aprova alterações do Senado em proposta que institui o programa Cidade Amiga do Idoso

0 Shares
0
0
0
0

A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados aprovou as mudanças do Senado Federal no Projeto de Lei 402/19, que cria o Programa Cidade Amiga do Idoso e incentiva medidas buscando o envelhecimento saudável e o aumento da qualidade de vida da pessoa idosa.

A relatora no colegiado, deputada Leandre (PV-PR), recomendou a aprovação. “As emendas do Senado aportam modificações positivas no texto originalmente aprovado”, disse Leandre. Em abril, ela havia recomendado, também como relatora, a aprovação das mudanças na Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa.

Uma das alterações do Senado define como objetivo do programa a promoção do envelhecimento ativo, e não apenas saudável. Outra inclui a acessibilidade entre os aspectos considerados. A terceira prevê regulamentação posterior sobre a outorga do título de Cidade Amiga do Idoso.

Versão original
Apresentado pelo ex-deputado Ricardo Tripoli (SP), o texto tramitou anteriormente na Câmara na forma do Projeto de Lei 1313/11. Aprovada em novembro de 2018, a proposta prevê que os municípios amigos do idoso terão prioridade nas verbas do Fundo Nacional de Apoio ao Desenvolvimento Urbano (FNDU).

O programa prevê que os municípios que implementarem boas condições de transporte, moradia e outros aspectos para pessoas idosas receberão o título de Cidade Amiga do Idoso, a ser outorgado pelo Conselho Nacional do Idoso.

O município interessado em participar deverá instituir e manter o Conselho Municipal do Idoso e apresentar plano de ação com o objetivo de beneficiar a pessoa idosa em aspectos como transporte, moradia, saúde e inclusão social.

 

0 Shares
You May Also Like