Lissauer defende divulgação do trabalho da Alego e ressalta pioneirismo da iniciativa no Legislativo goiano

0 Shares
0
0
0
0

Durante a sessão extraordinária híbrida realizada nesta sexta-feira, 16, em período de recesso parlamentar, o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Lissauer Vieira (PSB), defendeu com veemência a divulgação do trabalho do Parlamento na imprensa goiana. Desde junho, a população tem acompanhado com frequência as principais ações realizadas pela Casa em matérias publicitárias veiculadas nos principais canais de comunicação do estado. A ação, conforme destacada por Lissauer, é pioneira no Legislativo e foi amplamente defendida pelos deputados estaduais que também participavam da sessão.
Lissauer explicou o que está sendo feito, ressaltando a importância de a população ter amplo conhecimento sobre o trabalho do Legislativo estadual. “Essas atividades [que estão sendo divulgadas] são de um colegiado, de uma Casa de Leis. Nós não estamos divulgando aqui atividades personalistas de deputado A ou B, e sim, a importância que a Assembleia Legislativa tem na vida dos goianos em aproximar cada vez mais os cidadãos para entender um pouco dos processos que passam aqui”, justificou.
“Eu cito vários exemplos: no período da pandemia, a estadualização dos hospitais de campanha, que vão virar hospitais fixos; a distribuição dos recursos para manter esses hospitais; a ajuda que a Assembleia Legislativa deu na distribuição dos recursos para a educação, para a infraestrutura do estado. Agora, nesse momento de dificuldade, o que estamos fazendo, aprovando projetos de transferência de renda e tantas outras matérias que temos aprovado, mostrando a importância desse Poder e que nós temos valor e influenciamos, e muito, a vida dos cidadãos do estado de Goiás e dos 7 milhões e 200 mil pessoas que aqui vivem”, defendeu o presidente, exemplificando.
Lissauer ainda frisou que o contrato firmado para realizar o serviço ocorreu dentro da legalidade e que o Poder Legislativo está usando um recurso próprio de seu planejamento orçamentário, mantendo a constitucionalidade. “Quando nós reservamos o recurso para publicidade dentro do orçamento, é um orçamento que é da Casa, que independentemente, ele virá para Casa. Não tem gastos extras, nós apenas estamos fazendo gestão para divulgar as atividades legislativas dos parlamentares”, salientou.

0 Shares
You May Also Like