SP compra 4 milhões de doses extras da vacina CoronaVac

0 Shares
0
0
0
0

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou hoje (7) que contratou 4 milhões de doses extras da vacina CoronaVac, junto ao laboratório chinês Sinovac, para vacinar a população paulista. Segundo ele, essas doses foram compradas pelo governo de São Paulo e não serão destinadas ao Programa Nacional de Imunização (PNI), mas somente para a vacinação da população residente no estado paulista.

A primeira entrega deste lote extra, com 2,7 milhões de doses prontas, chega ainda hoje (7), no Aeroporto Internacional de Guarulhos. A segunda remessa, com 1,3 milhão de vacinas, deve ser entregue no próximo dia 26. As tratativas para a aquisição destas doses extras foram iniciadas em março deste ano. Essas vacinas serão distribuídas para os 645 municípios paulistas.

“Vamos antecipar o calendário de vacinação em São Paulo sem interferir no contrato do Instituto Butantan com o Brasil”, disse Doria. Um novo calendário de vacinação em São Paulo, antecipando a imunização dos adultos, será apresentado nos próximos dias, segundo o governador.

A meta inicial do governo de São Paulo é vacinar toda a população adulta do estado com a primeira dose até o dia 15 de setembro.

Entrega ao Ministério da Saúde

O Instituto Butantan assinou dois contratos de entrega da vacina CoronaVac ao Ministério da Saúde, prevendo um total de 100 milhões de doses desse imunizante. O primeiro deles já foi cumprido, com a entrega de 46 milhões de doses. O segundo contrato está em andamento.

A expectativa do governo paulista é que as entregas previstas nesse segundo contrato sejam antecipadas em até 30 dias. Com isso, o Instituto Butantan espera entregar todas as doses previstas no contrato com o Ministério da Saúde até o dia 30 de agosto.

Até este momento, o Butantan forneceu 53,3 milhões de doses do imunizante para o Programa Nacional de Imunizações (PNI). Na semana que vem, o Butantan espera entregar ao ministério mais 10 milhões de doses.

O Instituto Butantan deve receber mais 12 mil litros de insumos farmacêutico ativos (IFA) no dia 14 de julho, quantidade suficiente para produzir 20 milhões de doses da vacina. “E, ainda, antes do final de julho, vamos receber mais um carregamento de 12 mil litros, portanto, mais 20 milhões de doses. Com esse quantitativo, vamos até ultrapassar as 100 milhões de doses. Vamos ter uma sobra de vacinas que poderão ser encaminhadas ao estado de São Paulo e a outros estados que, porventura, tenham interesse, como também países vizinhos”, disse Dimas Covas, diretor-presidente do Instituto Butantan.

0 Shares
You May Also Like