Amauri Ribeiro defende união das nações diante de caos no Afeganistão

0 Shares
0
0
0
0

Terceiro deputado a discursar durante o Pequeno Expediente, da sessão ordinária híbrida desta terça-feira, 17, o deputado Amauri Ribeiro (Patriota) usou a tribuna para comentar os últimos ocorridos no Afeganistão. De acordo com o parlamentar, se trata de uma atrocidade, em que o restante do mundo não deveria se omitir.

“O que nós estamos vendo nesse país é um retrocesso jamais visto no mundo. Mulheres são proibidas de andar nas ruas desacompanhadas e, se assim fizerem, poderão ser apedrejadas e estupradas”, disse. “Vimos um avião que cabia 100 pessoas, decolar com 600 pessoas. Além de pessoas se agarrando ao trem de pouso, porque querem sair do país. Pais e mães fugindo, pulando muros com cercas de arames farpados, para deixar o país”, completou.

O parlamentar questionou a falta de ação da Organização das Nações Unidas (ONU) e de entidades que defendem os direitos humanos. “Será que um grupo de 70, 80 mil pessoas fala mais alto do que várias nações? É inexplicável como as pessoas têm o poder de fechar os olhos e não ver o que está na frente”, ponderou.

Amauri Ribeiro ressaltou, ainda, a política implantada no Brasil e nos Estados Unidos. “É claro que vemos no Brasil várias arbitrariedades, mas nada comparado ao que estamos vendo naquele país”, declarou. O parlamentar finalizou afirmando que todos os países que estão assistindo a estas cenas de braços cruzados, deveriam sentir vergonha.

0 Shares
You May Also Like