CCJ aprova alteração nos valores das remunerações dos professores temporários

0 Shares
0
0
0
0

Está em andamento, na tarde desta terça-feira, 10, uma reunião híbrida da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ). Dentre as proposituras que receberam sinal verde do colegiado está a de nº 5843/21, a qual estabelece que valores das remunerações dos professores temporários de Goiás poderão ser calculados com base nas respectivas graduações.
Para tanto, o projeto faz alterações na Lei nº 20.959, de 12 de janeiro de 2021, a qual define os valores das remunerações dos professores temporários do Magistério Público Estadual. Assinada pelo líder do Governo, Bruno Peixoto (MDB), a matéria teve o parecer favorável assiando pelo deputado Wilde Cambão (PSD).Os profissionais do magistério a serviço da Secretaria de Estado da Educação, integrantes do quadro temporário, poderão ter cargas horárias mensais de trabalho variadas e valores de acordo com a graduação.
Na justificativa da proposição, o líder do Governo na Alego explica que, com as modificações, os profissionais com formações avançadas após a graduação superior terão acréscimo à sua remuneração calculado sob os porcentuais de 30%, 40% e 50%.
O projeto segue, agora, para avaliação do Plenário do Legislativo goiano. Se for aprovada pelos parlamentares em duas votações, a propositura seguirá para a sanção do governador Ronaldo Caiado (DEM).

0 Shares
You May Also Like