Neto Talmeli/Prefeitura de Uberaba-MG Categorias de base podem revelar futuros talentos

Comissão da Lei Pelé discute formação de atletas no Brasil

0 Shares
0
0
0
0
A comissão especial criada para analisar o Projeto de Lei 1153/19, que altera a Lei Pelé para garantir novos direitos aos atletas em formação, discute nesta quinta-feira (19) o funcionamento das categorias de base no esporte brasileiro.

O deputado Ricardo Silva (PSB-SP), que pediu a realização do debate, explica que essas categorias buscam formar futuros jogadores. Em tese, segundo ele, representam “uma excelente oportunidade, pois têm revelado valores precoces, que podem se tornar excelentes jogadores profissionais, com a devida orientação dos clubes esportivos”.

Na prática, Silva ressalta que nem sempre esses centros de treinamento possuem infraestrutura adequada para receber adolescentes menos favorecidos economicamente, “que deixam seus lares com o sonho de se tornar jogadores de sucesso”. “Há, por parte de alguns clubes, descaso e falta de investimento na formação de base”, lamenta ele, lembrando do trágico incêndio ocorrido no centro de treinamento do Flamengo, em 2019, que deixou dez adolescentes mortos e três feridos.

O projeto que a comissão analisa foi apresentado pelo senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) justamente após o incêndio no centro do Flamengo.

Foram convidados para discutir o assunto com os deputados, entre outros:
– um representante da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania;
– o presidente da Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE),Antônio Hora Filho;
– o representante da Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU) Luciano Atayde Costa Cabral;
– o presidente em exercício da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Antônio Carlos Nunes de Lima; e
– o presidente do Clube de Regatas do Flamengo, Luiz Rodolfo Landim Machado.

 

0 Shares
You May Also Like