Comissão debate prevenção de danos decorrentes de trabalhos com movimentos repetitivos

0 Shares
0
0
0
0

A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados debate nesta terça-feira (31) proposta que tem o objetivo de estabelecer diretrizes para uma política de prevenção e defesa dos trabalhadores em relação aos trabalhos com movimentos repetitivos.

A proposta está em tramitação no colegiado e tem parecer pela aprovação (PL 4347/98 e apensados). O texto em análise reduz a jornada de trabalhadores sujeitos a esforço repetitivo para o máximo de cinco horas e intervalos de 10 minutos a cada 50 trabalhados.

De acordo com as deputadas Adriana Ventura (Novo-SP) e Carmen Zanotto (Cidadania-SC), que solicitaram o debate, há a necessidade de maior discussão do tema abordado pelo projeto de lei.

Foram convidados:
– o representante do Instituto Dia Gáudio de Paula;
– o representante da Universidade de São Paulo (USP) Hélio Zylberstajn;
– o representante da União Nacional das entidades do Comércio e Serviços (Unecs) José Cesar;
– a representante da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) Luciana Paula Conforti;
– o representante da Confederação Nacional da Indústria (CNI) Rafael Kieckbusch;
– a representante da Associação Nacional de Medicina do Trabalho (ANAMT) Rosylane Rocha; e
– o representante do Ministério Público do Trabalho Sandro Eduardo Sarda

 

0 Shares
You May Also Like