João Reis/Governo do Mato Grosso Pandemia acentuou desigualdades sociais no Brasil

Comissão discute impactos da pandemia na comunidade negra

0 Shares
0
0
0
0

A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados promove audiência pública na segunda-feira (21) para discutir os impactos da pandemia de Covid-19 na comunidade negra.

O debate atende a requerimentos das deputadas Benedita da Silva (PT-RJ) e Vivi Reis (Psol-PA), subscritos por Rejane Dias (PT-PI), Ossesio Silva (Republicanos-PE), Carla Dickson (Pros-RN), Jorge Solla (PT-BA), Tereza Nelma (PSDB-AL) e Leandre (PV-PR).

Benedita afirma que a pandemia afeta toda a coletividade, mas é especialmente cruel com os segmentos historicamente marginalizados.

“O dramático cenário de crise sanitária que o País enfrenta atinge a sociedade inteira, no entanto as marcas severas da desigualdade mostram que os efeitos da pandemia e da Covid-19 vem afetando de forma ainda mais intensa a comunidade negra e, mais diretamente, as mulheres negras”, comenta.

Citando o professor Altair Lira, do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências da Universidade Federal da Bahia (UFBA), a parlamentar aponta que o racismo estrutural dificulta a vida dos negros e não seria diferente na pandemia.

“Estatisticamente, a população negra tem piores condições de habitação, saneamento básico e menor renda”, lembra Benedita.

Participantes
Foram convidadas para a audiência, entre outras:
– a diretora-executiva da Anistia Internacional no Brasil, Jurema Werneck;
– a presidente da Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas (Fenatrad), Luiza Batista Pereira; e
– a assistente social, mestre em Gestão e Políticas Públicas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) Renata Ferreira.

 

0 Shares
You May Also Like