Henrique Arantes aponta dificuldades de voto impresso nas eleições brasileiras

0 Shares
0
0
0
0

Quarto a discursar no Pequeno Expediente da sessão híbrida dessa terça-feira, 3, o deputado Henrique Arantes (MDB) trouxe algumas problemáticas quanto à discussão que envolve a possibilidade de tornar o voto impresso obrigatório no Brasil. Dentre elas, o emedebista listou a dificuldade de o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) licitar, comprar, testar e instalar impressoras nas urnas eletrônicas, em um prazo de menos de um ano.
Além disso, Henrique enfatizou que a impressão de voto criaria um caos enorme nas eleições atuais e que, para implementá-lo, seria necessário tempo. “Não me manifesto nem a favor nem contra o voto impresso. Só digo que já vi várias pessoas denunciando suspeita de fraude nas eleições, mas ninguém nunca conseguiu provar tais suspeitas”, ponderou.
Henrique Arantes lembrou, ainda, que a divisão de parlamentares da Assembleia Legislativa de Goiás abrange diversas vertentes ideológicas, as quais, em sua perspectiva, são “bem divididas, não atendendo a nenhum campo específico”. “Se está bem dividido é porque houve um processo democrático bem feito”, concluiu.

0 Shares
You May Also Like