Morre no Rio de Janeiro ex-deputado Simão Sessim

0 Shares
0
0
0
0

O ex-deputado federal Simão Sessim, 85 anos de idade, morreu na madrugada de hoje (16), no Rio de Janeiro. Ele estava internado há dois meses na UTI do Hospital Pró-Cardíaco. Em nota, o hospital informou que o político, advogado e professor faleceu em decorrência de complicações da covid-19, durante um tratamento oncológico. Segundo o Pró-Cardíaco, o sepultamento será na tarde desta segunda-feira. “A instituição se solidariza com os familiares do político e informa que o sepultamento será nesta tarde, no cemitério de Ricardo de Albuquerque, na capela da família”.

Simão Sessim deixa cinco netos e dois filhos, o médico Marcelo Sampaio Sessim e o ex-prefeito de Nilópolis entre 2009 e 2021, Sérgio Sampaio Sessim, que informou a morte do pai no seu perfil do Facebook.

Eleito em dez mandatos consecutivos para a Câmara dos Deputados, o último completado no início de 2019, era filiado ao partido Progressistas (PP), e atualmente ocupava a chefia da representação do governo do estado do Rio de Janeiro, em Brasília. Sessim foi prefeito de Nilópolis, na Baixada Fluminense, entre 1973 e 1977.

Em nota, o diretório estadual da legenda no Rio de Janeiro lamentou a morte do deputado Simão Sessim, como mais uma vítima da covid-19. “Um dos mais longevos deputados federais da história, com 10 mandatos consecutivos, e quadro histórico do partido, Sessim dedicou sua vida à política, à causa pública, ao amor por Nilópolis, onde foi prefeito, e ao Estado do Rio de Janeiro. Nossos sentimentos à família e a certeza de que o legado de Simão Sessim será eterno”. A nota foi assinada pelos presidentes de honra do Progressistas-RJ Francisco Dornelles e do diretório estadual deputado federal Dr. Luizinho.

O governador do Rio, Cláudio Castro, também se manifestou por uma rede social. No seu perfil do Instagram, disse que recebeu a notícia da morte do amigo e chefe da representação do governo do estado em Brasília com o mais profundo pesar. “Na vida pública há mais de 50 anos, sempre atuou em defesa da população do Rio de Janeiro e, em especial, de sua querida Nilópolis. Com sua experiência, Sessim teve papel fundamental em negociações do estado com o governo federal e o Congresso Nacional – razão pela qual tenho muito a agradecer. À família e aos amigos, presto toda a minha solidariedade e peço a Deus que lhes dê conforto neste momento de dor”, disse Castro.

O prefeito de Nilópolis, Abraãozinho David, decretou luto oficial de três dias na cidade após a morte do ex-deputado federal.

Sessim chegou a ser investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em um inquérito baseado em delações premiadas do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, e do doleiro Alberto Youssef. De acordo com eles, o ex-deputado pediu R$ 200 mil do dinheiro desviado da Petrobras, no ano de 2010. Apesar disso, em 2016, o então ministro Teori Zavascki decidiu pelo arquivamento do inquérito.

0 Shares
You May Also Like