Por proposta de Bruno Peixoto, Goiás poderá ter banco de cadeiras de rodas comunitário

0 Shares
0
0
0
0

Tramita na Casa de Leis o projeto nº 6519/21, de autoria do líder do Governo, Bruno Peixoto (MDB), que propõe criar o banco comunitário de cadeiras de rodas e similares em Goiás.
De acordo com o texto, o banco será organizado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social e terá a função de controlar a cessão de uso gratuito, por empréstimo ou doação de cadeiras de rodas, bengalas, muletas, andadores e outros equipamentos similares, a pessoas com deficiência, ou que se encontrem em estado de deficiência médica temporária.
“Sabemos das transformações que a cadeira de rodas pode causar na vida das pessoas com deficiência física, seja fornecendo mobilidade ou como outros benefícios para recuperação e reabilitação, além da independência e qualidade de vida alcançada”, anota Peixoto em justificativa. O parlamentar também lembra que a proposta permite que a população participe da ação, seja emprestando, doando, ou pegando emprestado equipamentos que são extremamente necessários para garantir o direito de locomoção a pessoas que precisam temporariamente ou não dos aparelhos. “Nada mais sustentável que doar aparelhos extremamente necessários, sem uso”, destaca.
Ainda segundo a proposta, a cessão de uso dos equipamentos terá a duração de até um ano, podendo ser prorrogado pelo período descrito no termo de uso.
O projeto de lei foi encaminhado às Comissões Técnicas responsáveis para devida avaliação.

0 Shares
You May Also Like