Série “Isso é Goiás” destaca, nas redes sociais da Alego, essa semana, a história e o potencial do município de Ipameri

0 Shares
0
0
0
0

A cidade de Ipameri surgiu de um arraial de agricultores fundado por Francisco José Dutra. Seus primeiros habitantes vieram da capitania de Minas Gerais que, ao chegar à cidade, ergueram uma capela em devoção ao Divino Espírito Santo. A partir daí, as possibilidades de crescimento aumentaram o fluxo populacional da região. De acordo com informações do site da prefeitura de Ipameri, em 1845, o arraial passou à categoria de paróquia. Em 1858, foi elevado à vila.

Uma curiosidade é que desde a sua fase primitiva, o município aparecia com o nome de “Vai e Vem”, em virtude do ribeirão que o banha e que apresenta sinuosidade, como verdadeiro vai e vem. Anos depois começou a ser chamado de “Entre Rios”, por se localizar entre os rios Corumbá e Braço. Já em 1904, uma lei estadual mudou a denominação de Entre Rios para lpameri, vindo de lpau-mery, que tem o significado de entre águas ou entre rios.

Dados apontam que o crescimento do município iniciou com a chegada de estrangeiros que vieram do território europeu em virtude da 1ª Guerra Mundial. Além disso, o desenvolvimento da cidade também está ligado a construção da primeira usina hidrelétrica de Goiás, em maio de 1913. Já com a chegada da linha férrea, a cidade passou por um período de transformações significativas adquirindo características e uma posição de destaque no cenário goiano.

Estrada de ferroCom a estrada de ferro, a usina hidroelétrica e a abundante matéria-prima agropecuária, a cidade se transformou no maior e mais importante centro industrial, comercial, cultural e até financeiro da região, e de grande expressão no estado. Na época, o município recebeu indústrias de porte como de calçados, de couros, laticínios, máquinas de beneficiamento de cereais, torrefação e moagem, ladrilhos e outras. Além de atacadistas e comércio exportador para outros estados, estabelecimentos bancários e clubes sociais, faziam parte do cotidiano ipamerino.

Em meados dos anos 50, com a decadência do transporte ferroviário, a cidade sofreu um período de isolamento, época em que perdeu a maior parte de suas indústrias e do comércio de porte. Mas, o desenvolvimento voltou a acontecer a partir de meados da década de 1980, quando as estradas que ligam o município ao restante do país foram asfaltadas. A mecanização da agricultura e a eletrificação rural também contribuíram para a retomada do desenvolvimento do município. Ipameri evoluiu com a chegada de agroindústrias, empresas comerciais e instituições de ensino superior, como Universidade Estadual de Goiás (UEG), e o Instituto Federal Goiano (IFG) e segue em constante crescimento.

 

0 Shares
You May Also Like