Cleia Viana/Câmara dos Deputados André Figueiredo apresentou substitutivo que simplificou a redação

Comissão aprova requisitos para indicação de ocupantes de cargos em organismos multilaterais

0 Shares
0
0
0
0

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que regulamenta a indicação de pessoas para postos em organismos multilaterais não privativos de membros da carreira diplomática (PL 3464/20).

Pelo texto, o indicado pelo governo brasileiro deve ter reputação ilibada, formação acadêmica compatível com as atribuições a serem exercidas, cinco anos de experiência profissional em área afim à indicação, incluindo meio acadêmico, e aprovação prévia pelo Senado Federal.

As regras valem apenas para as indicações feitas após a entrada em vigor da lei.

Simplificação
O projeto é de autoria do deputado  Carlos Zarattini (PT-SP) e outros. Ele afirma que o objetivo é evitar que as indicações do governo para organismos internacionais sejam usadas como prêmios ou meio de acomodação de aliados políticos.

O texto recebeu um substitutivo do relator, deputado André Figueiredo (PDT-CE), que simplificou a redação. Figueiredo excluiu, por exemplo, a necessidade de o indicado ter experiência de quatro anos em cargo de chefia.

“É prudente que os requisitos sejam adequados, pois podem conduzir a desnecessárias dificuldades no provimento das funções, o que pode ocasionar lacunas demoradas e prejuízos severos à atuação do País em suas relações multilaterais”, disse o relator.

 

0 Shares
You May Also Like