Humberto Teófilo afirma ter ressalvas quanto a prestação de contas do Poder Executivo

0 Shares
0
0
0
0

Na Ordem do Dia da sessão ordinária híbrida do Parlamento goiano desta quarta-feira, 29, o deputado Delegado Humberto Teófilo (PSL) disse ter ressalvas quanto a prestação de contas do Governo de Goiás, referente ao exercício fiscal de 2020, a partir de informações apresentadas pelo Ministério Público de Contas (MPC). A prestação de contas já foi aprovada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Na avaliação de Teófilo, com base nos dados do MPC, o processo de prestação de contas, que será analisado pela Comissão de Tributação Finanças e Orçamento da Assembleia Legislativa,  apresenta aumento de gastos com propaganda e publicidade, na ordem de 56%. O deputado acredita que isso possa ser indício de desvio de finalidade e quebra de ordem cronológica de pagamentos. Por isso, o parlamentar sugeriu a não aprovação das contas, como anunciou da tribuna da Alego. “As contas merecem ser reprovadas”, disse ele.

Humberto Teófilo voltou a solicitar ao Governo do estado a redução do ICMS, que incide sobre os combustíveis. Ele é autor de projeto propondo a redução da alíquota do imposto e pede, ainda, o congelamento da pauta de cobrança do ICMS.

0 Shares
You May Also Like