Karlos Cabral e Antônio Gomide coordenarão a Frente Parlamentar em Defesa dos Servidores Públicos

0 Shares
0
0
0
0

A Frente Parlamentar em Defesa dos Servidores Públicos se reuniu de forma híbrida para apreciar, votar e aprovar o regimento de funcionamento da comissão e para eleger o vice-coordenador.Sob o comando do deputado Karlos Cabral (PDT), ficou determinado na tarde desta quarta-feira, 1°, o nome do deputado Antônio Gomide (PT) para auxiliar Cabral na condução dos trabalhos. A reunião aconteceu no Plenário Getulino Artiaga, com a participação dos deputados Helio de Sousa (PSDB), Delegado Humberto Teófilo (PSL), Antônio Gomide (PT), Coronel Adailton (Progressistas).

A minuta do regimento da Frente Parlamentar diz que é atribuição da comissão promover debates, simpósios, seminários e eventos pertinentes ao exame da política estadual do serviço público; promover intercambio com instituições e parlamentos de outros estados; e aperfeiçoar o funcionamento da legislação por meio de comissões temáticas. A frente será composta por até 11 parlamentares e terá duração de 120 dias, prorrogável por mais 120 dias, com realização de reuniões públicas dentro ou fora da sede da Alego.

De acordo com o texto aprovado, a comissão contará com a participação representantes do Sindicato dos Servidores do Ministério Público, Sintego, SindJustiça, SindiPúblico, UEG e UFG. A frente contará também com a participação do Sebrae-Go, Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Associação Goiana dos Municípios (AGM), Federação Goiana dos Municípios (FGM) e do Consórcio Público de Saúde.

Além de Cabral e Gomide, também integram o colegiado os deputados: Delegado Eduardo Prado (DC), Alysson Lima (Solidariedade), Lêda Borges (PSDB), Major Araújo (PSL), Delegada Adriana Accorsi (PT) e Cláudio Meirelles (PTC).

Coronel Adailton abre mão e apoia Gomide para a vice coordenadoria

Depois de aprovar o regimento da Comissão, o coordenador do colegiado, deputado Karlos Cabral, abriu espaço para manifestação dos pares para preencher a vaga de vice-coordenador. Os deputados Antônio Gomide e Coronel Adailton, se candidataram ao cargo. Para não gerar desconforto em detrimento de um ou de outro, Cabral buscou um consenso e o deputado Coronel Adailton retirou seu nome e manifestou apoio a Gomide. “O que importa é nos unirmos para apoiar e ajudar os servidores públicos a serem cada vez mais reconhecidos e valorizados pela população, pelo Governo e pelo Parlamento”, disse Adailton.

Depois de aprovar o regimento e definir Antônio Gomide como vice-coordenador, o presidente do SindJustiça, Fabrício Duarte, fez uso da palavra para agradecer a inciativa e ressaltar a função e a importância do servidor público goiano. “Em meu conceito, todos nós somos servidores públicos seja concursado ou não. Todos estamos à serviço da população. Carente como é nossa sociedade, é no serviço público que encontram suporte e acolhimento na saúde, educação, segurança ou judiciário. Somos todos servidores a serviço da população. Agradeço ao deputado Karlos Cabral por instituir essa comissão por ter atendido nossa solicitação”, finalizou. Também se manifestaram representantes de outras entidades presentes

0 Shares
You May Also Like