Covid-19: São Paulo aplica dose adicional em idosos acima de 60 anos

0 Shares
0
0
0
0

A partir desta segunda-feira (4), a prefeitura de São Paulo inicia a aplicação da dose adicional contra a covid-19 em idosos acima de 60 anos de idade e em profissionais de saúde, maiores de 18 anos, que receberam a segunda dose, ou dose única, há mais de seis meses. Na última sexta-feira (1º), a capital recebeu 329.760 novas doses do imunizante da Pfizer para essa finalidade.

A dose adicional para os profissionais de saúde e idosos está disponível em todas as 469 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Assistências Médicas Ambulatoriais (AMAs)/UBSs Integradas, além dos 21 megapostos, 19 drive-thrus, três centros de saúde e postos volantes.

No caso dos profissionais de saúde, é necessário apresentar comprovante de vínculo empregatício em serviço de saúde da cidade de São Paulo ou documento do conselho de classe. Também é possível apresentar comprovantes de profissão, certificado ou diploma.

Identidade

Os idosos com mais de 60 anos devem apresentar documento de identificação, comprovante de vacinação físico ou digital e comprovante de endereço do município para os casos em que as doses anteriores não foram realizadas na cidade.

A vacinação com doses adicionais também segue liberada para pessoas com mais de 18 anos que tenham alto grau de imunossupressão. Para esse grupo, é preciso ter tomado a segunda dose ou dose única há pelo menos 28 dias.

Funcionamento

Drive-thrus e farmácias parceiras: vacinação primeira dose (D1), segunda dose (D2) e dose adicional (DA), das 8h às 17h;

Megapostos: vacinação D1, D2 e DA, das 8h às 17h;

Unidades Básicas de Saúde (UBSs): vacinação D1, D2 e DA, das 7h às 19h;

AMAs/UBSs Integradas: vacinação D1, D2 e DA, das 7h às 19h.

A lista completa de postos pode ser encontrada na página Vacina Sampa.

0 Shares
You May Also Like