Lêda Borges questiona veto a programa federal que garante distribuição gratuita de absorventes femininos

0 Shares
0
0
0
0

A deputada Lêda Borges (PSDB) ocupou a tribuna durante o Pequeno Expediente, da sessão desta quinta-feira, 7, para criticar o Governo Federal por ter vetado integralmente projeto que auxilia estudantes da rede pública e mulheres em situação vulnerável com o fornecimento de absorventes femininos. De acordo com a parlamentar, o governo justificou o veto com a afirmação de que não havia previsão sobre a origem da verba destinada ao programa.

“É um absurdo o presidente vedar projeto tão importante para as jovens e mulheres carentes. Em vez do país ficar cada vez mais igualitário e paritário, está ficando pior. Continua sendo cada vez mais machista, matando mulheres, crianças, idosos e pessoas vulneráveis. A cada segundo as mulheres sofrem algum tipo de violência”, salientou.

A deputada observou que apresentou projeto semelhante na Casa e espera que o chefe do Executivo não o vete como fez Jair Bolsonaro (Sem partido). “Na hora que aprovarmos esta legislação aqui, que o Governador aprove. As meninas estão usando jornal velho para ir à escola e à igreja. Esse país tem dado passos largos no retrocesso da cidadania. É um país que não reconhece a mulher como alguém que gera a vida, mas também que transforma a vida das pessoas”, enfatizou Lêda.

0 Shares
You May Also Like