Salim quer restringir participação de transexuais em competições esportivas

0 Shares
0
0
0
0

De autoria do deputado Cairo Salim (Pros), tramita na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) um projeto de lei que propõe proibir a participação de atletas identificados como transexuais em equipes e times participantes de competições e eventos esportivos em Goiás.

De acordo com o autor da matéria, que tramita sob n° 7633/21 no Legislativo, a proibição estaria relacionada à presença desses atletas em competições coletivas ou individuais “destinadas a participantes do sexo oposto ao de seu nascimento”.

Define-se como transexual, segundo a matéria, a pessoa que, “inconformada com o sexo biológico ao qual pertence, opta pela alteração cirúrgica do corpo a fim de emular o sexo biológico oposto ao seu ou pela alteração do registro civil para fazer constar nome comum ao sexo biológico oposto ao do seu nascimento”.

Em justificativa, o parlamentar ressalta que “a tão falada e desastrosa ideologia de gênero defende que ninguém nasce homem ou mulher, mas que cada indivíduo deve construir sua própria identidade, ou seja, seu gênero”. O deputado diz que tal argumento é pseudo-científico e de clara “ordem político-partidária”, e tem gerado “um número gigantesco de absurdos”, especialmente por parte de conselhos escolares “altamente sindicalizados, vinculados à esquerda militante”.

Ao finalizar sua justificativa, Salim se dirige aos colegas deputados: “Tenhamos a coragem necessária para defender nossas filhas, irmãs e mulheres, pois uma tirania se avizinha sobre elas, pronta para retirar seus direitos mais básicos em nome da homogeneização despótica”.
A matéria será agora analisada pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação.

0 Shares
You May Also Like