Atrasos levam Conmebol a mudar estádio da Libertadores Feminina

0 Shares
0
0
0
0
0
0

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) anunciou, neste sábado (15), que os duelos da Libertadores Feminina que estavam marcados para o Estádio Banco Guayaquil, em Quito, foram transferidos para o Estádio Rodrigo Paz Delgado (Casa Blanca), também na capital do Equador, país que sedia o torneio desde a última quinta-feira. A mudança impacta os próximos compromissos de Ferroviária e Palmeiras, dois dos representantes brasileiros na competição.

Segundo a entidade, a troca deve-se às fortes chuvas que têm caído na cidade e a previsão meteorológica de que elas não cessarão. Por conta do clima e da condição do gramado, os jogos da primeira rodada no Banco Guayaquil, do Independiente del Valle, sofreram atrasos. A estreia palmeirense, por exemplo, contra o Libertad Limpeño (Paraguai), na última sexta-feira (14), chegou a ser interrompida ainda na etapa inicial. Na quinta, o duelo entre Boca Juniors (Argentina) e Defensor Sporting (Uruguai) ficou duas horas paralisado.

Palmeiras enfrentou Libertad Limpeño na Libertadores Feminina 2022 em 14-10-2022. – Staff Images WomanConmebol

Notícias relacionadas:

Com time alternativo, Flamengo recebe Atlético-MG pelo Brasileirão.O primeiro brasileiro a jogar no Casa Blanca será a Ferroviária, que enfrenta o Defensor neste domingo (16), às 17h15 (horário de Brasília). Na segunda-feira (17), no mesmo horário, o Palmeiras encara o Dragonas IDV (que é o time feminino do Del Valle). Os oito confrontos do mata-mata (os quatro das quartas de final, as duas semifinais, a disputa do terceiro lugar e a decisão) também serão no estádio, que pertence à LDU.

Golaços e surpresa

A participação brasileira na Libertadores iniciou na quinta com a surpreendente derrota do Corinthians, atual campeão e dono de três títulos, para o Deportivo Cali (Colômbia), por 2 a 1, de virada, no Estádio Gonzalo Pozo Ripalda, também em Quito. As alvinegras saíram na frente com Victória Albuquerque, mas a também atacante Ingrid Guerra e a meia Tatiana Ariza decretaram a vitória das colombianas.

As Brabas voltam a campo neste domingo, às 17h15, no mesmo estádio, contra o Always Ready (Bolívia). Na estreia, as bolivianas perderam por 2 a 0 para o Olímpia (Paraguai), que será o último adversário do Timão no Grupo A, na próxima quarta-feira, novamente no Gonzalo Pozo Ripalda, às 17h15.

Também na quinta-feira, a Ferroviária largou com vitória por 1 a 0 sobre o Club Ñañas (Equador), no Banco Guayaquil. O triunfo das Guerreiras Grenás, que miram o tri da América, veio com um golaço por cobertura da atacante Laryh. Depois de enfrentarem o Defensor, as paulistas finalizam a campanha no Grupo B na quarta, às 15h, contra o Boca Juniors, no Gonzalo Pozo Ripalda.

Na sexta, o Palmeiras fez 3 a 0 no Libertad Limpeño, com gols da meia Duda Santos (cobrando falta da intermediária) e das atacantes Byanca Brasil e Bia Zaneratto, no primeiro jogo da equipe na história da Libertadores Feminina. Após encararem o Dragonas IDV, as Palestrinas pegam a Universidad de Chile na quinta-feira (20), às 17h15, no Casa Blanca, pela terceira e última rodada do Grupo D. Os dois primeiros colocados de cada chave avançam às quartas de final.

0 Shares
You May Also Like