Comissão de Segurança Pública da Alego discute porte de arma para atiradores esportivos, nesta terça-feira

0 Shares
0
0
0
0
0
0

O projeto de lei, de autoria do deputado Delegado Eduardo Prado (DC), que reconhece o risco da atividade e a necessidade do porte de armas de fogo ao atirador desportivo, será discutido em audiência pública, nesta terça-feira, 29, proposta pelo autor que é presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa.
O projeto, aprovado em segunda e definitiva votação, no último dia 23, dispõe sobre a necessidade do porte ao atirador desportivo, desde que integrante de entidades de desporto legalmente constituídas.
O parlamentar justifica que o decreto, que regulamentou a Lei Federal que dispõe sobre registro, posse e comercialização de armas de fogo e munição, diz que “o Porte de Trânsito das armas de fogo de colecionadores e caçadores será expedido pelo Comando do Exército e que os colecionadores e caçadores transportarão suas armas desmuniciadas, mas é silente no que se refere aos atiradores desportivos”.
Ele alega ainda que Goiás possui mais de 50 mil atiradores registrados no Exército Brasileiro e, que, “reconhecer o risco da atividade e a efetiva necessidade do porte do atirador desportivo é medida importante para resolver o grave problema dos ataques feitos aos atiradores desportivos, especialmente quando transportam armas e munições – que são bens de interesse de criminosos”.
A audiência pública vai contar com a presença do professor, advogado e responsável pelo movimento ProArmas, Marcos Pollon e do  deputado federal Major Vitor Hugo (PL), que vai falar sobre os projetos para a categoria, em âmbito federal.
O encontro está marcado para às 15h, no auditório do Secovi, que fica na Avenida Fued José Sebba, 961-999, no Jardim Goiás, em Goiânia. – LINK Read More

0 Shares
You May Also Like